Somente quem vivenciou o desemprego sabe exatamente a sensação que é receber “nãos”, conviver com a insegurança e viver sem perspectiva clara dos próximos passos.

Em Maio recebemos uma Mentee que estava desempregada a vários meses. A mesma realizou cadastro em diversos sites de emprego, alguns gratuitos, outros pagos. Foram 300 currículos enviados para diversas vagas na região e fora.

Alocamos uma Mentora excelente para auxiliar a Mentee nesse processo difícil.

Mesmo com toda a instrução mês a mês, o caminho continuava difícil. O relacionamento entre Mentee e Mentora acabou se entrelaçando cada vez mais. Com a solidão do desemprego que se fazia persistente na Mentee, a mesma contatava diariamente a Mentora pelo Whatsapp, email, etc.

Em cerca de alguns meses recebemos uma mensagem da Mentora preocupada com a situação dessa Mentee. A mentee começava a fazer comentários duvidosos, com pensamentos suicidas.

Ficamos todos preocupados e indicamos acompanhamento psicológico de imediato.

O processo não foi fácil. A Mentora não desistiu da Mentee.

Hoje, seis meses após o início da Mentoria, recebemos a feliz notícia que a Mentee conseguiu uma vaga de emprego!

Queremos compartilhar trechos da mensagem que recebemos da Mentee:

A equipe do projeto Joule que desenvolve essa parceria brilhante.  Faz diferença enorme esse suporte profissional.  No momento do desemprego você fica no deserto, as pessoas somem e suas condições ficam precárias, cobrança externa muito forte. 

A ajuda da Mentora  foi de grande valor para não cair no desespero e perder a motivação.  

Uma pessoa muito comprometida no seu trabalho,  com uso de palavras certas, amorosa, otimista e com uma visão ampla no campo profissional foi um diferenciador até mesmo para suportar esse momento tão difícil.  
Acredito que ajudar o outro faz um mundo melhor,  você faz um sorriso nascer. 
Me comprometi muito durante todo o percurso e fui trabalhando receber o não como resposta para poder seguir em frente. 
Me tornei voluntária de um projeto social e leciono aula aos sábados numa escola para crianças carentes.  
Agradeço a oportunidade! 
Muita luz e paz na sua caminhada da equipe Projeto Joule.”
Acreditamos que a atuação da Mentora foi fundamental para o desfecho satisfatório dessa história!
A solidão do desemprego
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *